Notícias

Comunicação de Beneficiários Finais nos EUA

Os Estados Unidos encontram-se em processo de alterações legais enquadradas no Corporate Transparency Act (CTA) ou lei de transparência empresarial, pelo qual se pretende estabelecer a comunicação dos beneficiários finais à Financial Crimes Enforcement Network (FinCEN) dos EUA, por as estruturas societárias ali incorporadas ou os estrangeiros que exercem atividades comerciais nos EUA.
Embora a norma tenha sido aprovada pelo Congresso dos Estados Unidos em 1º de janeiro de 2021 por meio da lei de defesa, ainda havia muitos aspectos a esclarecer e polir através dos regulamentos, para que a referida comunicação dos beneficiários finais seja realmente efetivada.
É neste sentido que, através desta Newsletter, queremos enviar-lhe as últimas atualizações sobre este assunto e mantê-lo informado sobre o andamento.

Ler Mais >>

Notícias offshore

O mundo caminha para a transparência e esse fato pode ser motivado pela voracidade fiscal das grandes potências, por um objetivo de justiça social ou talvez para prevenir a lavagem de dinheiro e atividades criminosas, cada uma terá suas próprias avaliações a esse respeito. , a verdade é que as jurisdições offshore não ficaram imunes a essa tendência e, muitas vezes, sob pressão das grandes potências que questionam sua credibilidade e até ameaçam incorporá-las a listas negras, tiveram que adaptar gradualmente sua legislação.
A intenção deste documento é falar sobre alguns dos últimos desenvolvimentos regulatórios que foram aplicados em algumas jurisdições, principalmente no Panamá e Belize.

Ler Mais >>

O Trust como um método de planejamento imobiliário na América Latina

Temos o prazer de anunciar a publicação na Thomson Reuters Argentina | LEGAL e Thomson Reuters Uy do artigo referente aos Trusts e seu impacto na América Latina elaborado por nosso sócio e diretor Augusto Tachini.
Por vezes, como o atual, em que reina a instabilidade política em grande parte da América Latina, é sempre importante buscar alternativas que protejam nosso patrimônio e garantam uma sucessão ordenada de nossos herdeiros.
Nesse sentido, o Trust tornou-se uma excelente ferramenta que garante um planejamento sucessório sob medida, uma proteção patrimonial ideal e, muitas vezes, uma significativa economia fiscal sobre os ativos aportados.

Ler Mais >>

Como o trust é regulado na América Latina e por que se tornou uma solução em vários países?

Embora a figura do Trust tenha centenas de anos de história no direito anglo-saxão ou mais conhecida como “Common Law”, ela adquiriu especial relevância na região nas últimas décadas. Este surgimento do Trust como um elemento a ser considerado, surge como consequência da instabilidade política, social e econômica que existe em vários países latino-americanos, que tem levado famílias de alto patrimônio à necessidade de protegê-las diante das vicissitudes. antes mencionado, e por sua vez, pensar em um planejamento de herança que lhes permita salvaguardar e manter sua riqueza ao longo das gerações.

Ler Mais >>

Uruguai abre suas fronteiras para estrangeiros

Dada a evolução favorável da pandemia no Uruguai, principalmente como resultado da forte campanha de vacinação promovida pelo Governo (até o momento, um percentual superior a 70% da população imunizada com duas doses de qualquer uma das vacinas contra o COVID-19 , e cerca de 10% dela já conta com uma terceira dose de reforço do laboratório da Pfizer), a entrada de estrangeiros no país começa gradativamente a ser flexibilizada por meio da abertura de fronteiras (tanto terrestres, como aéreas e marítimas).

Ler Mais >>

Os EUA rumo à transparência?

Em 1º de janeiro de 2021, o Congresso dos Estados Unidos (EUA) aprovou a lei de defesa que inclui a Lei de Transparência Corporativa (CTA) ou lei de transparência corporativa.
Visa aumentar a transparência das estruturas societárias nos EUA com a justificativa do combate à lavagem de dinheiro e financiamento do terrorismo, sendo, talvez, um dos maiores avanços nos últimos anos, no que diz respeito a esta questão por parte da jurisdição.
Embora o cumprimento do CTA não se inicie até janeiro de 2022, prazo para o Congresso promulgar seu regulamento, em termos gerais, o regulamento estabelece a obrigação de informar, pelas empresas ou sociedades americanas, os beneficiários finais do mesmo aos Crimes Financeiros Enforcement Network (FINCEN), órgão encarregado de realizar inteligência financeira nos Estados Unidos, que deverá preparar um cadastro privado no próximo ano, no qual serão comunicadas todas as informações sobre os referidos beneficiários finais.

Ler Mais >>

Regulamentação do polêmico imposto sobre a riqueza na Argentina

Em 29 de janeiro de 2021, foi aprovado na Argentina o regulamento da “Contribuição de Solidariedade e Extraordinária para mitigar os efeitos da Pandemia”, por meio do Decreto 42/2021, lei 27.605 (“Imposto sobre a Riqueza”), que entrou em vigor em 18 de dezembro de 2020.
O referido regulamento permite iniciar a cobrança da chamada contribuição solidária e confirma vários aspectos polêmicos da lei, entre outros:
• Tributa variações patrimoniais antes da data de entrada em vigor da lei,
• Tributa pessoas com bens e residência fiscal fora da Argentina,
• Tributa o patrimônio das pessoas, dobrando o imposto de propriedade pessoal,
• Discrimina os contribuintes com ativos no exterior versus ativos na Argentina,

Ler Mais >>

Imposto sobre a riqueza no Uruguai

Embora o imposto sobre a fortuna (IP) seja um imposto raramente aplicado em todo o mundo, ainda continua a ser aplicado no Uruguai. Por este motivo, e tendo em conta que no dia 31 de dezembro de cada ano é quando é tirada a foto para o pagamento do referido imposto para a maioria dos contribuintes, entendemos ser oportuno atualizar alguns conceitos, e, sobretudo, consultar o possíveis medidas que podem ser tomadas para se posicionar da maneira mais eficiente possível contra ela.

Ler Mais >>

Por que se estabelecer no Uruguai e através de quais entidades jurídicas fazem negócios?

Desde o surgimento do COVID-19, o Uruguai despertou forte interesse em todo o mundo como um dos países que melhor administrou a crise da saúde.
No post a seguir, revelaremos alguns benefícios do Uruguai do ponto de vista tributário que permite que seja uma jurisdição a ser considerada pelos estrangeiros quando procurar um país que ofereça vantagens fiscais, estabilidade legal e política para liquidar e desenvolver negócios ou fazer investimentos.

Ler Mais >>

Uruguai reduz requisitos para obtenção de Residência Fiscal

Para reduzir o impacto econômico negativo que a pandemia do COVID-19 deixará, o governo uruguaio incentiva ainda mais a atratividade de estrangeiros que se instalam no país e promove benefícios para os estrangeiros que desejam se estabelecer fiscalmente.
Por meio do decreto 163/20 de 11 de junho, o Uruguai:
• O valor para investir em imóveis diminuiu de US $ 1,8 milhão para US $ 380 mil, desde que haja uma presença efetiva no território uruguaio de 60 dias no ano civil,
• Oferece residência fiscal para quem investe em uma empresa uruguaia em aproximadamente US $ 1,6 milhão e gera pelo menos 15 empregos a partir de 01/07/2020, quando anteriormente eram necessários US $ 5 milhões.
• Será discutido no Parlamento a modificação do período de feriados fiscais para novos residentes, passando de 5 anos (atual) para 10 anos.
Alguns dos benefícios fiscais existentes no Uruguai são:
1. Nenhum imposto é pago a Bens pessoais localizados fora do Uruguai, incluindo contas bancárias ou imóveis.
2. Os novos residentes que auferem juros e dividendos no exterior estão isentos do imposto de renda durante o período de férias fiscais, quaisquer outros rendimentos de fontes estrangeiras estão isentos, por exemplo, rendimentos de propriedade ou aumentos de patrimônio / ganhos de capital .
3. Os serviços prestados fora do Uruguai estão isentos de imposto de renda. O Uruguai aplica um sistema tributário territorial, e não global.
4. Os lucros obtidos com o desenvolvimento de software e serviços relacionados estão isentos de imposto de renda.
5. As empresas que não estão sujeitas a impostos no Uruguai (o Uruguai tributa a renda de uma fonte territorial) não estarão sujeitas a retenções na distribuição de lucros a seus acionistas.
6. Não há imposto sobre herança.

Ler Mais >>

Recomendações fiscais da OCDE para COVID-19 no Uruguai

A maioria dos países já adotou medidas internas para aliviar a situação, mas também, com a intenção de gerar critérios globais que tendem a melhorar a situação mundial de maneira uniforme, organizações internacionais foram envolvidas.
Nesse sentido, a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) não foi deixada para trás e, nos últimos meses, publicou algumas recomendações fiscais que poderiam ser aplicadas pelas administrações dos diferentes países afetados, com o objetivo de mitigar o impacto que a crise está gerando em suas empresas e cidadãos. Até agora, a OCDE sempre trabalhou para aumentar as receitas, recolhendo os contribuintes. Pela primeira vez, graças à crise do COVID 19, a OCDE recomenda a redução de impostos, entre outros benefícios para os contribuintes.

Ler Mais >>

Substância em Belize

De acordo com as mudanças legais propostas pela OCDE em relação à elisão fiscal e seguindo os passos de outras jurisdições chamadas “offshore”, Belize aprovou sua lei de substâncias (doravante “A Lei”) no final de 2019, que compartilha quase inteiramente as características da lei de substâncias aprovada pelas Ilhas Virgens Britânicas no início de 2019.
A Lei menciona exaustivamente quais atividades serão consideradas relevantes e, portanto, devem cumprir certos requisitos de substância, a menos que se enquadrem em uma das exceções mencionadas abaixo.

Para descobrir que tipo de substância é necessária e quais empresas devem cumprir com os novos regulamentos, leia o relatório completo aqui.

Ler Mais >>

RELATÓRIO DA CONTA BANCÁRIA ESTRANGEIRA

Entendendo que instituições financeiras localizadas fora dos EUA Não sujeito aos mesmos controles que as instituições financeiras domésticas, o FBAR (Foreign Bank Account Reporting) é usado pelos Estados Unidos. como uma ferramenta para identificar indivíduos no sentido amplo, físico e jurídico, que poderiam estar usando contas financeiras fora dos EUA contornar a lei dos EUA
Leia o relatório completo aqui.

Ler Mais >>

Por que a confiança é a única solução de proteção patrimonial e planejamento tributário na Argentina?

A última reforma tributária na Argentina em 2017 determinou que estruturas legais de qualquer natureza, onde os contribuintes argentinos mantêm controle, direto ou indireto, serão consideradas transparentes e os ativos e ganhos serão tributados na cabeça do contribuinte com controle. A mesma reforma esclarece que a Autoridade Fiscal não terá autoridade tributária sobre um fundo estrangeiro irrevogável, com administradores independentes e beneficiários discricionários. Consequentemente, se um argentino deseja proteger seus bens de impostos, armadilhas, embargos ou outro tipo de explosão, ele tem duas opções: contribuí-los para um fundo ou mudar para outro país.

Ler Mais >>

Uruguai – Residência fiscal para ficar no país

Uma das maneiras de obter residência fiscal no Uruguai é permanecer 183 dias em um ano. O método é gratuito e permite partidas esporádicas de menos de 30 dias, que, somadas às férias fiscais de 6 anos, criaram uma combinação perfeita de mudança de residência e planejamento tributário. Mas tenha cuidado, as autoridades fiscais uruguaias rejeitam os pedidos de Residência Fiscal por abuso de partidas esporádicas.

Ler Mais >>

Troca de informações entre Argentina e EUA?

494/5000
Após semanas, surgiram algumas versões da imprensa que mencionavam a troca automática de informações entre a Argentina e os Estados Unidos. como uma realidade ou uma pergunta que estava prestes a se materializar.

Com o objetivo de esclarecer um pouco o assunto, no artigo a seguir, esclareceremos qual é a situação atual de cada um dos países em relação à troca automática de informações e como o acordo que existe hoje entre os dois países sobre esse assunto importa.

Ler Mais >>

SUBSTÂNCIA EM BVI – Prazo Estendido

As BVI adiam o dia para cumprir os requisitos de substância econômica estabelecidos no Art. 2018, para 1º de outubro de 2019.
Os referidos requisitos são aplicáveis às empresas e sociedades de responsabilidade limitada incorporadas na referida jurisdição. Para descobrir que tipo de substância é necessária e quais empresas devem cumprir com os novos regulamentos, leia o relatório completo.

Ler Mais >>

Uruguai – Residência fiscal para investimentos – Isenção de impostos por 6 anos

Uma maneira de obter residência fiscal no Uruguai por um residente estrangeiro é demonstrar que seus interesses econômicos estão no país e uma das maneiras de provar isso é através de seus investimentos em território nacional.
Esse esquema adicionado ao feriado fiscal do Uruguai para novos residentes fiscais constitui um pacote muito interessante de residência tributária e planejamento tributário.
Leia o relatório completo sobre residência fiscal no Uruguai, incluindo considerações práticas para a opção de investimento imobiliário.

Ler Mais >>

The Trust, uma figura cada vez mais reconhecida na região

Um resumo imperdível, com referências atualizadas das mais recentes reformas fiscais na região. Você queria saber como as famílias ricas protegem sua riqueza, pagam menos impostos e planejam sucessivamente?
Neste relatório escrito pelo Dr. Augusto Tachini, advogado especializado em truste e impostos internacionais, aprendemos em detalhes: o que é um truste, como ele funciona e que tipos de trusts existem. Aprenda como as bases legais para o reconhecimento da figura de Confiança e para o apoio ao diferimento de impostos são reguladas na região, especificamente na Argentina e no Uruguai. Saiba como o caso Eurnekian terminou na venda de Cablevisión na Argentina e como as autoridades fiscais do Uruguai optaram por conceder vantagens fiscais ao Trust, desde que não seja de um paraíso fiscal.

Ler Mais >>

Os Estados Unidos não responderam a 30% dos pedidos de troca de informações recebidos por outros países

Finalmente! A OCDE reconhece pela primeira vez falhas na troca de informações pelos Estados Unidos. Em seu último relatório sobre transparência fiscal, a OCDE rebaixou a nota como punição para os Estados Unidos. por não melhorar os processos de troca de informações com outros países.
Aprenda sobre as estatísticas mais recentes sobre troca de informações e as ineficiências encontradas no sistema americano.

Ler Mais >>

Alterações fiscais no regime de software no Uruguai

Aprenda em detalhes como o regime de software funciona no Uruguai depois que o país fez algumas alterações em seus regulamentos, como listamos brevemente abaixo:
• As isenções de software aumentam no Uruguai, anteriormente eram concedidas apenas aos exportadores, agora estão incluídos desenvolvedores com clientes uruguaios.
• Aumentar os requisitos de produção, substância e transparência.
• Aumento dos requisitos formais na declaração juramentada.

Ler Mais >>

As LLCs americanas devem relatar seus proprietários e transações estrangeiras ao IRS

Por meio do Formulário Federal 5472 do IRS, alterado em dezembro de 2018, as LLCs americanas com proprietários estrangeiros devem relatar transações entre a empresa e seus acionistas, incluindo informações detalhadas sobre os acionistas.
O objetivo do governo americano é procurar transações que devam pagar impostos na forma de retenção na fonte e não o façam. As multas por não informar o Formulário em tempo hábil variam de US $ 10.000 a 25.000.

Ler Mais >>

Cansado de pagar impostos?

A última reforma tributária na Argentina legalizou a figura do Trust estrangeiro (Trust) como veículo aceito quando está adequadamente estruturado. Este é o veículo usado por famílias de alta riqueza em todo o mundo para planejamento imobiliário, proteção patrimonial e planejamento tributário. Leia como isso funciona, como você pode melhorar sua exposição fiscal enquanto cria planejamento e proteção familiar adequados neste relatório.

Ler Mais >>

COMO A CRS TRABALHARÁ NA PRÁTICA NESTES PAÍSES?

A lei da CRS não é a mesma em todos os países, inclui além de leis, sistemas de TI e muitos recursos dedicados e, de fato, o próprio padrão continua a mudar à medida que avança. No entanto, podemos identificar alguns pontos que são sempre comuns e que são a espinha dorsal do SRC. As instituições financeiras devem relatar informações de contas reportáveis à sua autoridade fiscal, que ficará encarregada de enviar as informações às contrapartes por meio de software especial.

Ler Mais >>

O CASO SUÍÇO

Essa confusão não é nova, lembro-me que em 2010 as mensagens dos banqueiros suíços sobre o fim do sigilo bancário eram muito confusas. Alguns mencionaram que acabou e outros que não, outros afirmaram que a transparência estava se aproximando, mas apenas para a Europa e os Estados Unidos. Para especialistas em impostos internacionais, a resposta era clara: era o fim do sigilo bancário suíço e não havia volta.

Ler Mais >>

CRS NO PANAMÁ E BAHAMAS

O Panamá aprovou sua legislação primária sobre CRS em 2016, depois aprovou uma segunda lei em 2017 e, para ser aplicável a partir de 2018, o decreto regulamentar foi publicado em 26 de dezembro de 2017.
O mesmo aconteceu nas Bahamas, onde até as autoridades publicaram as obrigações e prazos das entidades depositárias, custodiantes e de investimento aqui.

Ler Mais >>

Inscreva-se para receber nossa newsletter e ver as nossas novidades

Contato

Para obter mais informações sobre nossos serviços, preencha o formulário e responderemos em breve.

¿En qué puedo ayudarte?